Equipe Greco faz segundo melhor tempo no Rally Cross Country

Equipe Greco faz segundo melhor tempo da categoria na abertura do Brasileiro de Rally Irmãos Melo ficam em segundo na categoria Production, em prova marcada por várias quebras de carros Uma prova de fogo para pilotos e máquinas. Assim foi a...

Equipe Greco faz segundo melhor tempo da categoria na abertura do Brasileiro de Rally

Irmãos Melo ficam em segundo na categoria Production, em prova marcada por várias quebras de carros

Uma prova de fogo para pilotos e máquinas. Assim foi a abertura da temporada 2003 de Rally Cross Country, em Campos de Goytacazes, RJ, hoje (22/02), no Rally do Petróleo, prova válida pelo Campeonato Brasileiro e pela Copa Baja. Quatro dos seis primeiros colocados no prólogo (tomada de tempo em circuito fechado que definiu a ordem de largada) da categoria Super Production Diesel tiveram problemas nos carros.

A Equipe Greco (Mitsubishi/BFGoodrich/Garrett/Scorro) -- formada pelas duplas Reinaldo Varela/Edgar Fabre e René e Marcus Melo -- foi uma das muitas que encontrou problemas nos 130 quilômetros de pura dificuldade.

René Melo, atual campeão brasileiro de rally na categoria Production, conquistou o segundo melhor tempo na modalidade, apesar da quebra da turbina de sua Mitsubishi L200 RIII. "O percurso foi extremamente problemático, com muitas dificuldades. Cheguei a andar 200 metros apenas com as duas rodas dianteiras da picape, após 'voar' em duas lombadas seguidas", disse René.

O atual campeão brasileiro de rally cross country, Reinaldo Varela, teve um pneu furado, uma roda caída e o turbo da Mitsubishi L200 Evolution II Diesel solto. "Perdemos cerca de 30 minutos com os imprevistos", contou o piloto. Os contratempos levaram a dupla à oitava colocação na categoria.

Os 35 pilotos de carros, quatro de caminhões e 56 de motos e quadriciclos encontraram em Campos um roteiro de rali extremamente travado, com trilhas em trechos estreitos, em meio a árvores, e terrenos arenosos, dunas, praias e lodos. Os trechos de areia fofa e as altas temperaturas no litoral norte fluminense também não permitiram que os pilotos acelerassem suas máquinas. "Andamos abaixo do limite máximo para que não aquecesse o motor", lembrou René.

Segundo o chefe da Equipe Greco, Fábio Greco, estes imprevistos são comuns em início de temporada. "Os carros são novos e a primeira etapa do ano serve para ajustar os veículos", afirmou Greco. O líder da equipe ressaltou que os competidores não tiveram problemas maiores graças à escolha correta de pneus para o Rally do Petróleo. "Usamos pneus especiais para o terreno arenoso, da BFGoodrich", ressaltou o chefe da equipe.

Amanhã (23/02), o percurso percorrido será o mesmo de hoje, com 130 quilômetros de emoção no Norte Fluminense. <pre> RESULTADOS POR CATEGORIA CARROS

Production Diesel 1 Ricardo Bogrim/Ricardo Yamassaki 1h08'33" 2 René Frederico/Marcus Me lo1h10'25 3 João Cardoso/José Saraiva 1h10'49"

Super Production Diesel 1 Klever Kolberg/Lourival Roldan 59'01" 2 Riamburgo Ximenez/Rogério Almeida 1h02'42" 3 Édio Füchter/Milton Pereira 1h08'18" 8 Reinaldo Varela/Edgar Fabre 1h29'49"

</pre> A Equipe Greco

A Equipe Greco (Mitsubishi/BFGoodrich/Garrett/Scorro) é formada pelas duplas de piloto e navegador Reinaldo Varela/Edgar Fabre e os irmãos René e Marcus Melo. Varela tem em seu currículo títulos como o de Campeão Mundial em 2001, Campeão Brasileiro (1988, 1996, 2000 e 2002), além de vice-campeão no Rally Paris-Dakar em 2001, na categoria diesel. Ele e Fabre, atuais campeões brasileiros de rally, partem em busca do título do campeonato brasileiro de 2003 com um novo carro: a picape Mitsubishi L200 Evolution II Diesel, com a qual competem na categoria Super Production. Os irmãos Melo disputam o tricampeonato consecutivo na categoria Production a bordo de uma picape Mitsubishi L200 RIII.

O Rally do Petróleo

O Rally do Petróleo, realizado de 21 a 23 de fevereiro, em Campos dos Goytacazes, RJ, é válido pela primeira etapa da Copa Baja e também pelo Campeonato Brasileiro de Rally Cross Country. A prova conta com a presença dos melhores pilotos e navegadores do país, nas categorias Motos, Carros, Caminhões e Quadriciclos. Trinta e cinco carros, quatro caminhões e cerca de 56 motos e quadriciclos participam do evento, na Praia do Farol de São Tomé.

Na primeira etapa do rally, dia 22, após o prólogo que define a ordem de largada, os pilotos percorrem 130 quilômetros, em trilhas de média e baixa velocidade, com trechos de areia, dunas, curvas e vegetação fechada. Ao final da especial (trecho cronometrado), os pilotos voltam ao circuito fechado onde foi realizado o prólogo, para uma segunda volta, denominada Super Prime, valendo tempo para classificação. No dia 23, o percurso percorrido é o mesmo, de 130 quilômetros.

Diferente dos anos anteriores, o regulamento do Campeonato Brasileiro de Rally Cross Country extinguiu a classificação geral das provas. Serão premiados apenas os campeões de cada categoria. A Copa Baja Brasil 2003 terá mais três etapas: o Rally Terra Brasil, de 19 a 22 de junho, entre o Rio de Janeiro e Porto Seguro; o Rally do Café, de 19 a 21 de setembro, em Minas Gerais, e o Rally da Energia, entre os dias 28 e 30 de novembro, em São Paulo.

Programação do Rally do Petróleo

Dia 21/02 Sexta-feira
Vistoria técnica dos veículos, em Campos de Goytacazes, no Rio de Janeiro

Dia 22/02 Sábado
8h largada do prólogo para motos
10h largada do prólogo para carros
12h largada das motos especial de 130km
13h largada dos carros especial de 130km
20h briefing na Praia do Farol de São Tomé

Dia 23/02 - Domingo
7h30 largada das motos especial de 130km
9h - largada dos carros especial de 130km
16h - premiação na Praia do Farol de São Tomé

-cmc-

Be part of something big

Write a comment
Show comments
About this article
Series Other rally
Drivers Klever Kolberg , Roldan Lourival , Fabio Greco