Tiago Monteiro estreia-se em S?o Paulo

Com um plantel muito forte, onde se podem encontrar pilotos que militam nesta categoria há várias épocas, sendo 13 repetentes (ver quadro em anexo), Tiago Monteiro espera poder superá-los nalgumas ocasiões: "Temos um lote de pilotos com muita...

Com um plantel muito forte, onde se podem encontrar pilotos que militam nesta categoria há várias épocas, sendo 13 repetentes (ver quadro em anexo), Tiago Monteiro espera poder superá-los nalgumas ocasiões: "Temos um lote de pilotos com muita qualidade nesta temporada de Formula 3000, facto que pode valorizar os meus resultados, mas que vem também dificultar o acesso aos pontos. Para além de já conhecerem bem as pistas, não perdendo tempo na qualificação, estão também mais habituados a adaptar as afinações do carro em situações complicadas, onde as decisões têm se der muito rápidas".

Nomeado em Fevereiro piloto oficial do Renault F1 Driver Development Program, Tiago Monteiro vai estar sob observação do staff superior da marca francesa: "Os dois carros da equipa Super Nova têm as mesmas cores do Renault R202 de Formula Um, o que representa para nós uma grande responsabilidade, como Júnior Team Renault. A Super Nova vai dar à Renault todos os dados sobre as minhas qualificações e corridas, que serão observados e comentados pelos técnicos da marca, fazendo uma análise total sobre o meu desempenho. Eles estão cientes das minhas dificuldades nas provas iniciais, mas assim como eu, acreditam que estar na equipa do David Sears me pode ajudar a superar mais depressa os primeiros problemas resultantes da minha ainda pouca experiência na F.3000, e o desconhecimento de alguns circuitos."

Sobre a sua máquina de 2002 o novo Lola B2/50, o piloto português comentou: "Tenho de encontrar uma posição de condução mais confortável com o novo banco que a FIA nos entregou em Silverstone. Penso que uma das primeiras coisas que vou fazer quando o carro estiver disponível em Interlagos, será uma nova backet (banco dos carros de corrida). No último dia dos testes de Silverstone, onde utilizei pela primeira vez o banco fornecido pela FIA, não gostei da minha posição, por isso quero alterá-la antes da corrida aqui no Brasil".

Tiago Monteiro tem o país a olhar para a sua carreira: "Há uma grande expectativa, traduzida pelo interesse dos meios de comunicação social. Tenho a responsabilidade de representar Portugal, mas peço alguma calma. É importante que todos tenham a noção de que este campeonato é difícil e que eu sou um "caloiro". Sei que conto com grande apoio dos portugueses apaixonados do desporto automóvel, que vão estar atentos ás minhas corridas. Quero merecer a sua confiança assim como dos patrocinadores que se associaram ao meu projecto, empresas pertencentes a relevantes grupos económicos portugueses, como a Unicer /cerveja Cheers-sem álcool, Grupo Santogal, Iberotel, Brisa e o Hotel Qtª da Marinha, que se juntaram a multinacionais como a Renault Portuguesa, ELF e a Brose-Tecknik fur Automobile".

A corrida de abertura será no Grande Prémio do Brasil a 30 de Março

A pouco mais de uma mão cheia de dias, Tiago Monteiro vai regressar à actividade desportiva, participando na sua primeira corrida do ano no Campeonato Internacional FIA de Formula 3000. Estará ao serviço da Renault F1 Driver Development Program, no Lola D2/50 nº 6 da equipa Super Nova. O piloto português é um dos sete estreantes no campeonato que veio tomar o lugar da extinta Formula 2 em 1985 e terá o seu tirocínio no Grande Prémio do Brasil, cuja corrida da Formula 3000 terá lugar na tarde de sábado aleluia, após a qualificação da F1.

Habituado a conquistar com regularidade lugares no pódio, onde subiu por 17 vezes em 2001, Tiago Monteiro terá esta temporada um novo desafio, que o levará a participar nas doze provas da Formula 3000, todas elas integradas nos programas de apoio aos Grandes Prémios de Formula Um.

Apesar de se ter adaptado bem ao novo monolugar construído pela Lola, Tiago Monteiro não teve as melhores condições nos testes realizados na pré-temporada, que atrasaram a sua progressão, devido às equipas só terem recebido o segundo carro a tempo dos testes em Imola, e também ao facto da Super Nova estar a seleccionar o colega do portuense. Monteiro, aproveitou somente 25% do tempo dos seus adversários nos testes do Estoril e Barcelona, enquanto quer em Imola, quer em Silverstone sofreu problemas na caixa de velocidades que o obrigaram a parar prematuramente: "havendo por isso muito poucas oportunidades para utilizar os pneus novos em simulação de qualificação. Ainda não estou a explorar correctamente os pneus novos, mas por outro lado, sinto total confiança no carro com pneus usados, o que me ajudará na corrida", explicou Tiago Monteiro.

No ano de aprendizagem da maioria das pistas e desta nova disciplina, Tiago Monteiro tem ambições comedidas: "O principal objectivo é o de conseguir pontuar com a maior regularidade possível. Estou ciente que ainda tenho muito a aprender e que esta temporada não vai ser nada fácil para quem está habituado a lutar pelas primeiras posições, como tem acontecido comigo. É necessário estar a par da realidade, e não quero levantar expectativas difíceis de conquistar. Vamos ver a prova, como tudo corre", lembrou Tiago Monteiro, referindo-se obviamente ao seu ano de estreia na Formula 3000.

Tiago Monteiro espera contar com uma boa ajuda do seu amigo e companheiro no Renault F.1 Junior Team Super Nova, o francês Sebastien Bourdais, que iniciará no Brasil a terceira temporada nesta disciplina, já tendo participado em 22 corridas: "Conheço o Sebastien há muitos anos, e temos uma boa relação de amizade, razão que me leva a acreditar que me pode ajudar a progredir pelo menos nas primeiras corridas" lembrou Tiago Monteiro, o único representante nacional no Paddock dos Grandes Prémios de 2002.

-dca-

Be part of something big

Write a comment
Show comments
About this article
Series F3000
Drivers Tiago Monteiro , David Sears