Piquet declara guerra com a CBA

Nelson Piquet , o tricampeão de F-1, e Reginaldo Bufaiçal, presidente da Confederação Brasileira de Automobilismo, declararam guerra de vez. Após a desfiliação da Federação de Brasília, presidida por Walter Ferrari, amigo de Piquet, e...

Nelson Piquet , o tricampeão de F-1, e Reginaldo Bufaiçal, presidente da Confederação Brasileira de Automobilismo, declararam guerra de vez. Após a desfiliação da Federação de Brasília, presidida por Walter Ferrari, amigo de Piquet, e ameaça punir pilotos que corram em provas organizadas por ela, Piquet se irritou e disse que Bufaiçal é um idiota.

O episódio é só o começo de uma disputa pelo controle das corridas nacionais. Piquet considera Bufaiçal "um idiota completo", que enche os cofres da Confederação sem investir no automobilismo. "Se a CBA é uma entidade sem fins lucrativos, para que ele tem US$ 4 milhões em caixa?", pergunta, acusando-o de não prestar contas às Federações. "A última, em março, ele apresentou em cruzados", revela. "Não tenho rabo para esconder, por isso sou o calo no sapato dele."

"Ele é apenas dono de fazenda, não faz nada da vida", lembra. "Duvido que abra à imprensa as contas da CBA e mostre a sua declaração de imposto de renda." Completou o tricampeão.

O tricampeão garante que vai "chutar" Bufaiçal do esporte. "Ele extorque todo mundo, cobrando taxas absurdas para realizar corridas", conta, citando a BPR, categoria européia que trouxe para Brasília e Curitiba em 1997. "Ele pediu US$ 100 mil, mas para quê?"

Piquet já administra os autódromos do Rio de Janeiro, Curitiba e Brasília e participa de licitações em Goiânia e Fortaleza, onde tem apoio dos governadores Naftali Alves e Tasso Jereissati. "Vou fazer corridas no Brasil todo, queira a CBA ou não."

Marc Zimmermann - MNI

Write a comment
Show comments
About this article
Series Formula 1
Drivers Nelson Piquet
Teams Ferrari